6.1.10

Não assisto mais filmes “evangélicos”


Gosto muito de filmes, gosto de sentar e me divertir na frente de uma grande tela com um bom home theater. Dependendo da companhia, posso passar um bom tempo discutindo sobre a visão do diretor, roteiro, etc.

Um tempo atrás algumas pessoas começaram a me falar que tinha uma igreja nos Estados Unidos que estava fazendo filmes de qualidade e que eu deveria assistir. Falei não de cara, pois tenho medo que os evangélicos façam com os filmes o mercado paralelo que fizeram com as músicas.

Até que um dia alguém me emprestou um filme e pela capa pensei: Vamos lá, deve ser bom!

Mas, infelizmente, não foi nada bom. Não pela qualidade do filme, que é razoável, e nem pelas falas, que são fracas, mas pela história que, na essência, não tem a ver com o evangelho, é apenas uma repetição de um roteiro que deu certo lá fora.

O filme é a história de um treinador falido, com um carro que não presta e, que não pode ter filhos, e sei lá mais o que. Um dia ele aceita a proposta de treinar um time de futebol do colégio e tentar a sorte no campeonato importante da região.

Como todo filme, ele encontra muitos obstáculos e gente querendo derrubá-lo. Mas o diferencial é que ele decide evangelizar o time e colocar os princípios evangélicos nos garotos.

Tenho muitos amigos missionários/treinadores que trabalham com esta visão, e sei que esta estratégia é muito boa se for aplicada com discernimento e sabedoria. Pois assim como aí fora os treinadores sempre enfatizam a importância do treino e também da escola, nós, cristãos, colocamos mais uns pontos: Que um atleta completo tem que estar bem fisicamente, mentalmente e espiritualmente.

O que me irrita nos filmes “evangélicos” é que eles pegam exatamente o mesmo roteiro dos outros filmes, mas mudam a carcaça. Da garra, esperança ou sei lá o que para a religião evangélica.

No fim do filme, depois de muita luta e perseguição, pois o treinador colocou disciplinas espirituais nos garotos, eles chegam à final do campeonato em um último jogo emocionante. 

E, para o meu desespero, eles ganham o campeonato de um time muito mais forte, ele ganha uma caminhonete novinha animal e, adivinha o quê mais? A esposa dele fica grávida. E os desavisados gritam aleluia!!!

Sei que filmes precisam ter final feliz, mas não é esta a lógica do reino, não foi assim que aconteceu com o mestre. Ele fez tudo certo e foi traído, abandonado e morto.

Podia sim ter um final feliz. Podia ser diferente sim, eles poderiam ter perdido aquele jogo, o treinador ter perdido a cabeça e gritado dentro de seu carro velho para os garotos que não adiantou nada. No outro dia ele indo para a escola veria um estudante que reconciliou com o pai, outro que parou de brigar na rua. Quem sabe os meninos no outro dia treinando bem cedo no campo e falando que a derrota mostrou que o jogo não é tudo e que o que aprenderam vão levar para sempre! Sei lá!

Quando encontramos  Cristo não jogamos melhor futebol, nem ganhamos dos que odeiam o evangelho. Aprendemos com o mestre o valor da humildade, do amor, da ética.

Assisto muitos filmes essencialmente cristãos, que me fazem repensar a vida e que exaltam o amor e não a competição, a humildade e não a vitória. Estes eu assisto, mas os filmes denominados “evangélicos”, estes eu não assisto mais.

64 comentários:

  1. Mt legal esta artigo! Penso dessa forma tb, e na VIDA CRISTÃ REAL nem sempre o final é feliz (pelo menos aos nossos olhos!)...
    e por incrível q pareça ATÉ HOJE não assisti DESAFIANDO GIGANTES... hauhauhauhaua

    Parabéns pelo excelente blog!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. É, eu sempre achei que esse filme tinha uma história nada nova. Pegaram um roteiro famoso e meteram os mantras da evangeliquês. Pode ser que pessoas tenham visto o filme e se reanimado da fé, mas ninguém pode viver de contos da carochinha iguais a esse.

    bom texto,

    Jean

    ResponderExcluir
  3. Ah, mas você tem que assistir o "Prova de Fogo", o mais recente deles. E se assistir, por favor, que seja ao lado da sua bela noiva. E depois fala que vai - se preciso - (espero que não) fazer todo o sacrifício que o rapaz do filme fez. Mas Prova e Fogo teve o mérito de ser considerado melhor filme que o "Milagre em Santa Ana (Spike Lee, que é aclamado pela crítica)
    "Desafiando Gigantes" é muito parecido com o filme "Coach Carter", com o Samuel L. Jackson, que eu gosto muito.

    Na boa Marcos, eu entendo sua colocação e concordo com ela, e embora o primeiro filme que o pessoal da SherWood fez: "A Virada", seja péssimo em quase tudo, foi a única maneira que eu e meu marido conseguimos mostrar ao meu cunhado como a relação dele com minha sobrinha estava errada. Claro que não fez a mágica que acontece no filme, mas ao menos eles perceberam o problema.
    Enfim, escrevi um comentário maior que o seu texto! Desculpa ae...

    ResponderExcluir
  4. Essas divisões entre "coisas do mundo x coisas de santo" são irritantes.

    Claro: se você assiste um filme evangélico, está garantido que nem meio mamilo feminino aparecerá, que o assunto "sexo", se for tratado, será após um simpósio de pastores discutir o que deve e o que não deve ser mencionado: "O adolescente sexualmente ativo poderá tem em suas falas "vagina"? Isso levará a uma superficialidade enojante.(Uma boa pedida para este assunto é "Juno")

    Não sei se dei azar, mas todo filme evangélico que pego é meio "sessão da tarde" com "TCM". E quando comédias como "O Todo Poderoso" falam um pouco sobre Deus, não demora para um chato aparecer mostrando os perigos daquele ou este detalhe, condenando o que fez e o que assistiu.

    Creio que são estes que produzem estes filmes evangelicamente corretos (ou pelo menos, que apoiam com o orçamento).

    Ou existe alguma produção destas que pode se comparar com A Lista de Schindler? Ou com a profundidade do enredo de Dogville?(este não tem cenário, paredes e portas imaginárias, em preto e branco e péssima iluminação... mesmo assim a mensagem da película ressoa durante meses).

    É como o Flanders(Simpsons) estivesse reeditado cada enredo...

    Um abraço
    Cristão Confuso

    ResponderExcluir
  5. É mano seus olhos tb viraram pênico!
    Tenho a impressão que o único intuito desse tipo de filme é evangelizar. Mostras para os outros aquilos que não conseguimos desmonstrar.
    Para mim, essa fómula é fraca e com muito argumentos "humano-heróico" do que a verdadeira e dfícil vida cristã.
    Agora poderíamos classificar 100 números de filmes que não são classificados cristãos mas que no fundo são sim.
    Eita mania de rotular tudo né?
    Bjs Manoooooo

    ResponderExcluir
  6. eu achei o filme mto bom, bem na media dos blockbusters do genero. como é filme, é uma perspectiva só.. é um filme pra descontrair e nao precisa ser uma aula de teologia...
    vi tbm o prova de fogo e achei mto bom... acho que vale a pena ver esses filmes.. mal nao vai fazer... :D
    abraçoo!

    ResponderExcluir
  7. Aconteceu comigo o mesmo que com vc. Emprestaram-me o filme, que eu resisti até o último momento pra assistir, e pra minha decepção vi baboseiras gospel na telinha.

    É como vc diz, estão fazendo com o cinema o que já há muito fazem com a música.

    É lamentável essas histórias da carochinha vestidas de religião barata.

    Gostei do teu blog!!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. nem me fale desse filme, muito menos você, meire, faça-me recordar de "prova de fogo". hehehe

    aff... quero recuperar as horas gastas com esses filmes...

    ResponderExcluir
  9. penso que nós cristãos
    tbm pprecisamos de momentos
    de lazer e é bem melhor ver esses filmes
    que nos edificam, que ver filmes
    seculares que as vezes ( a maioria delas) só nos projudicam e tiram o nosso tempo precioso
    enquanto poderiamos estar lendo a bíblia
    ou orando.

    ResponderExcluir
  10. Quando assisti concordei com quem me disse "é um filme muito sensacionalista" porém me disseram que a história é real! é ou nao eh!?

    ResponderExcluir
  11. Mas a história do filme não é real!?

    ResponderExcluir
  12. Quase me crucificaram quando eu disse exatamente a mesma coisa que voce. Disseram que sou incrédulo. Mas quero ver quem irá impor as mãos nos armários do adormecido Uberlândia Esporte Clube e transformá-lo em campeão brasileiro da série A com disciplinas espirituais.

    Somos mais que vencedores. Mas é importante frisar que nossa vitória é outra.

    ResponderExcluir
  13. Tenho o seguinte pensamento: transformam o Evangelho de Cristo numa determinada cultura (muita fraca por sinal) e torna-se necessário converter-se a esta determinada cultura e não ao Cristo e seu ministério. Parece, pra muitos evangélicos, mais importante acatar determinado modelo de igreja, de música, de ação na sociedade, etc. do que estudar profundamente o Evangelho e viver isto de forma dinâmica em meio à sociedade.

    Pensamentos...
    Abraços,
    Pedro

    PS: blog muito bacana!

    ResponderExcluir
  14. axo os filmes evangélicos mto bons, nesse filme (desafiando gigantes)mostra o real poder da oração, claro q nen tudo é facil como no flme, mas é mto claru na bíbli o poder da oração mesmo antes de Cristo vir(1 Reis 18:25-38) e tbm depois q Cristo q veio (Tiago 5:16). Aquele homem estava andando segundo o coração de Deus, e a oração de um justo tem muito mais poder. Deus ouve os que estão perto d'Ele e ajuda os que n'ele confiam.

    Acho q o objetivo do filme é mostrar o poder da oração e q tds os evangélicos são bem sucedidos.. Mas mostrar o poder de Deus e como Ele pode agir em nossas vidas se nós nos rendermos e Ele e entregarmos de todo coração nossas vidas a Ele.

    Vamos começar a ver nas entre-linhas dos filmes evangélicos, assistir com os olhos da alma e naum com os olhos da carne. E quem sabe, seguir-ms o exemplo daquele homem que entregou seu vida nas mãos de Deus e se sacrificou para poder mostrar aos outros o amor de Deus...

    Flw

    Deus te abençoe

    ResponderExcluir
  15. É engracado como as vezes fechamos as criticas para o nosso mundo e esquecemos de analisar exteriormente a repercussao do filme, somos egoistas a ponto de querer q esses filmes evangelicos sejam feitos para NÓS (evangelicos), mas na vdd eles sao feitos para TODOS sem separacao de religiao, o q eu vi no filme e q vejo na maioria dos filmes de religiao é q temos um Deus poderoso, de modo a mostrar a qm nao O conhece as dificuldades impostas na vida de qlqr um e o que Ele é capaz de proporcionar e que TODO final é feliz, pois temos q nos alegrar tbm nas tristezas!!! Ou seja nao é só pq deu tudo certo na vida do personagem principal que é um final feliz...
    Mto bom o blog, mas sinceramente é triste ver tanta critica em meio a mtaaa tarefa a fazer!!!

    ResponderExcluir
  16. Amei seu blog Marcos!!!
    Também sou muito bem humorada!!!
    E,quanto aos filmes,concordo com você no ponto de que deveria ter demorado um pouco mais para a benção chegar,eles poderiam ter mostrado mais lutas...Como é em nossa vida real!!
    Demora mas vem...Deus tem o tempo dEle né!!!
    Enfim,parabéns querido!!!
    Se não são contra Deus,são a favor!!!Sucesso!!!

    ResponderExcluir
  17. amo o seu blog , e esse texto ficou muito bom !
    PARABÉNS !

    ResponderExcluir
  18. Bem pensado!
    Não tinha visto por esse lado!
    A verdadeira vida cristã tá muito distante do que muitos pregam por aí...

    Um abraço!
    Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  19. Show de bola botelho...

    Sinceramente, eu vi esse filme e gostei. Mas você tem toda a razão.

    Abraço Cara. Continue sendo usado por Deus, tuas palavras são incrivelmente ousadas e absurdamente profundas.

    Deus te abençoe.

    PS: Se prepare pra gritar bem alto: Glóóóóória a Deus, Aleeeluuuia.
    ahuahuahauhaauhauha. #Casamento

    ResponderExcluir
  20. Opniões assim extremas não parecem sábias. Mas qdo falamos em cinema é preciso entender a eficácia desse veículo em comunicar verdades. Ao ir ao cinema é fácil perceber que Hollywood está decadente, sem assunto. Produções evangélicas ou não devem surgir para enriquecer o cinema mundial e tirar Hollywood das mentes alianadas! Não que esses filmes dessa igreja farão isso sozinhos, mas... nunca se sabe.
    Os filmes sempre têm discursos, dizem sobre uma ideologia, os que passam nas telonas, por exemplo, trazem, por meio da ficção, valores e ilusões tanto quanto esse filme evangélico citado. Cabe a nós escolhermos entre tantas produções.
    Se nós cristãos soubéssemos administrar os recursos que estão disponíveis muitos seriam alcançados. Mas "os filhos das trevas são mais prudentes que os filhos da luz".
    Enfim, o filme é interessante, diz sobre oração e vida com Deus, humildade ao reconhecer que dependemos de Deus, fé nos projetos que Deus nos confia... é, não dá pra simplesmente jogar no lixo ou ignorar que a mensagem é bem melhor do que as de alguns filmes de Hollywood. Mas poderia ser melhor. Sempre pode ser melhor. Ressalvas teológicas são necessárias inclusive para indicar ou não os textos postados na internet.
    Abraço.

    Henrique. São Paulo-SP.

    ResponderExcluir
  21. Li teu texto e os posts... legal, além de vc tem mais gente coerente concordando com o que escreveu.

    Temos a mesma perspectiva!

    Cara, ainda não assisti nenhum dos "ultimos recordes de bilheteria gospel". Ainda não sei se assitirei...

    2009 foi o ano que os testemunhos triunfalistas me deixaram muito irritado, acho que um filme como este pode contribuir para esta irritação...

    Tvz porque a história com minha filha ainda esta em aberto.

    Fiquei tão irritado que ao dar uma série de mensagens em minha comunidade "A Fé que Vence o Mundo", trouxe algumas pessoas que deram seus testemunhos durante as mensagens. Fiz questão de só apresentar testemunhos que fazem sentido a todos, testemunhos de gente que luta e não ganha todas... Gente que, se ganhar, ganha duas e perde três, perde 4 e parece que não ganha nenhuma. Pessoas de verdade que amam Jesus de verdade...

    abç

    ResponderExcluir
  22. O Fogo que tem um monte de babacas que nem assitiram aos filmes e ficam com esses comentários idiotas...Não sou critico de cinema nem quero comparar as histórias dos filmes gospel com a história da Jesus não tem nem comparação...mas gente, vai ganhar almas em vez de ficar somente criticando...estão parecendo um monte de playboyzinhos acomodados em suas igrejas que não usam as ferramentas...passamos o filme logo que lançou em nossa igreja ..foram ~150 pessoas , várias não conheciam a Cristo...naquela noite após o filme ..fizemos o convite e 16 pessoas se entregaram a Cristo..algumas delas estão lá até hoje....agora pergunto...se não tivesse esse filme ..se essas pessoas fossem salvas....

    ResponderExcluir
  23. Eu também quando assisti o Desafiando Gigantes percebi isso.

    Mas eu não vou parar de assistir filmes, principalmente os evangelicos, por causa disso.

    O primeiro filme que essa Igreja produziu tem a mesma essencia. Ele se chama A Virada.

    os dois filmes e o outro mais recente - Prova de Fogo - possui coisas que poderão ser questionadas e admiradas.

    Esses filmes tem muito da visão estadunidense sobre certas coisas, inclusive sobre a fé. Nos filmes vindos "de lá" podemos perceber isso.

    Nós poderíamos ter posições mais inteligentes a repeito disso, por exemplo, discutir como nossas interpletações obre evangelho, fé, e sobre o que enfatizamos na Bíblia tem muita influência da igreja critã estadunidesnse. E de uma certa ideologia liberal. Influênciada pelo modelo econômico e social que vivemos.

    Seria mais educativo do que NÃO ASSISTO MAIS FILMES EVANGÉLICOS...buááááá! rsrsrsr

    ResponderExcluir
  24. jÁ PENSOU SE EU VER UMA PEÇA DE TEATRO QUE NÃO GOSTAR E DIZER: "nÃO ASSISTO MAIS PEÇAS 'eVANGELICAS'"!!???

    ResponderExcluir
  25. talvez seja melhor assitir porno!
    aff

    ResponderExcluir
  26. Botelho!

    Que bom! Pensei que fosse o único! Tomei um couro outro dia por ter dito a mesma coisa. Passei a metade do filme sem a pipoca e sem a namorada ... KKKKK Só não me botaram de costas para a tela porque disse que a parte em que o velhinho orava pelos meninos sem os conhecer e sem pedir vitória era legal...

    Este vou carregar para o Genizah, mas já aviso: Vai lá e segura o rojão! KKKK Me deixa só não meu!

    kkkk

    Danilo

    ResponderExcluir
  27. Meu irmão, acho que devemos ter bom-senso. Vc queria que, justo em um filme que fala de Deus, no final, o "herói" (relaciona-se ao personagem em um filme ou livro) "perdesse". Na maioria dos filmes, o "herói" vence, justo no que fala de Deus, o "herói" deveria perder?

    Com "herói" quero dizer o personagem com quem o espectador se identifica, como ocorre na maioria dos filmes.

    Sera que devemos orar como:
    A) "Senhor abençoa meu irmão, fortalece a saúde dele, abra uma porta de emprego abençoada, e muitas bençãos materiais e espirituais" OU

    B) "Senhor, permita a enfermidade entrar na vida do irmão, deixe que seus negócios venham à falência, deixe que ele seja demitido, pois o cristão deve carregar a cruz." ?

    Tenhamos bom-senso: o pai natural não dá coisa ruim ao filho que pede. Não tem lógica nenhuma alguém orar pedindo coisas ruins.

    Não precisa ser tão extremista para criticar a ênfase excessiva que muitos dão à prosperidade material.

    Não podemos esquecer que Deus é bom, sim!
    Deus pode abençoar, sim!
    Deus pode nos ajudar em alguma empreitada difícil aos olhos humanos, sim!
    Preparamos o cavalo para o dia da batalha, mas do Senhor vem a vitória.

    Parece que muitos apologetas esqueceram que Jesus nos chamou para abençoar. Mesmo os inimigos, abençoai, não amaldiçoais.

    No dicionário, abençoar significa dentre outras coisas:"lançar a bênção, desejar o bem a, favorecer com".

    Por isso, se for orar ou dar uma palavra a alguém - pelo meu entendimento - vou bendizer, vou dizer "Tudo posso naquele que me fortalece", "Se Deus é por nós, quem será contra nós", "Somos mais que vencedores por Aquele que nos amou". Fico pensando se criticariam Paulo e Jesus...

    Devemos buscar primeiro o reino de Deus, e as demais coisas serão acrescentadas.

    Extremos não levam a nada. O dia mal pode vir, mas ninguém ora pedindo a Deus para mandar tribulação ou provas, elas simplesmente acontecem.

    Ter uma postura "positiva" diante da vida não significa só querer bençãos. Mas também não significa desejar o mal para si e para os próprios. Somos homens, e ninguém busca o próprio mal.

    Devemos, sim, dar graças a Deus por tudo, mesmo nas horas dificeis.

    Quanto ao filme, vi, me entreti, não achei nada de mais, mas também não achei pior do que muitos filmes "não-evangélicos" que tem por aí.

    Fica a pergunta: um evangélico não pode fazer um bom filme?

    Acredito que a possibilidade de criar é algo dado por Deus, logo, pode existir boa arte feita por cristãos, com temática cristã ou não, seja cinema, música, literatura ou artes plásticas.

    Um grande abraço, no amor e na fé Naquele que há de vir uma segunda vez,

    Broder James - www.broderjames.blogspot.com
    @BroderJames no twitter

    ResponderExcluir
  28. Há 10 min atrás li esse texto no Blog do Cesar Chagas, com os devidos créditos... Muito bom.

    Então é assim, os diretores desse tipo de filme tentam converter os espectadores falando do que Jesus por dar de glórias a eles.. E lutas, não existem? É só ganhar, ganhar e ganhar?
    Isso tá parecendo aquela música "Toda sorte de bençãos", do Toque no Altar... "Por onde eu for a tua bênção me seguirá, onde eu colocar as minhas mãos prosperará, a minha entrada e a minha saída bendita será, pois sobre mim há uma promessa.. prosperarei, transbordarei.."

    Olha a teologia da prosperidade aí gente!

    ResponderExcluir
  29. Vi alguns comentários estranhos;
    Num deles alguém diz; "justo num filme que fala sobre Deus, o herói vai perder"... engraçado, algum dos nossos "heróis da fé" teve final feliz? ou morreram decapitados, cerrados ao meio, comidos por leões, ficaram na prisão o resto da vida ou foram crucificados (até de cabeça para baixo)?
    A verdadeira vitória está no como caminhar e não no final feliz.
    O texto é ótimo! falar sem rodeios, direto!!!

    ResponderExcluir
  30. TEM UNS FILMES CRISTÃOS QUE ASSITI QUANDO CRIANÇA QUE TINHA FINAIS TRÁGICOS.

    EU ME LEMBRO DE UM QUE A MOCINHA MORREU DE CANCER NO FINAL. EU TAVA CRENTE, NO MEIO DO FILME, QUE JESUS IA CURAR ELA..RSRSR!!

    TEM OUTRO CHAMADO "COMPROMISSO PRECIOSO". QUE É UMA LINDA HISTÓRIA DE FIDELIDADE TANTO DE DEUS PARA COM OS HOMENS TANTO DE UM HOMEM PARA COM SUA MULHER NO CASAMENTO. CONTA A HISTÓRIA DE UM CASAL QUE VIVE SUPER BEM E A MULHER DESCOBRE QUE É DOENTE. O INTERESSANTE DESSE FILME É MOSTRAR O CARA CUIDANDO DA ESPOSA. QUE AMOR HEIN!
    ACHO QUE ESSE FILME FOI MAIS OTIMISTA QUE "DESAFIANDO GIGANTES". PORQUE NA SOCIEDADE EM QUE VIVEMOS É MUITO MAIS FACIL CRER QUE UM TIME DE SEGUNDA PODE SER CAMPEÃO COM EXERCÍCIO "ESPIRITUAIS" E COM MUITA FÉ, DO QUE ACREDITAR QUE UM CASAMENTO E O "AMOR" PODE RESISTIR ÀQUILO QUE O HOMEM NO FILME "COMPROMISSO PRECIOSO" RESISTIU PARA AMAR A SUA ESPOSA.

    CLARO QUE O EVANGELHO NOS DÁ AMOR E NÃO TRAZ PROMESSAS DE QUE TUDO VAI DAR CERTO SE FORMOS DISCIPLINADOS.
    MAS SE FOR PRA DEMOSTRAR CETICISMOS, EU FALO LOGO O DO PRESENTE SÉCULO. SERÁ QUE DÁ PRA GENTE ACREDITAR NO CASAMENTO??? SERÁ QUE TODOS ELES DARÃO CERTOS? TODA A FAMILIA SERÁ FELIZ E BENDITA??
    ISSO TAMBÉM PARECE CONVERSA DA CAROCINHA.

    ResponderExcluir
  31. Marquinhooos, como vai? vou te seguir eim!

    Gostei do seu post!
    Eu assisti esse filme umas 15x hauahauaha, por ser nova convertida eu não sabia nada disso, mas agora que vc falou eu me lembrei de uma pregação que eu ouvi e que o pastor disse que o evangelho q alguns pregam é esse, o evangelho de que Deus é um gênio da lâmpada. As pessoas se 'convertem' na busca pra uma solução pra sua vida(aqueles tantos problemas que todos enfrentamos e que achamos que só acontece conosco) e quando isso não acontece elas saem das igrejas e viram desses descrentes ai q falam mal da igreja ou que dão frutos podres...

    Concordo com vc ^^
    Bjo grande.
    Saudades!

    ResponderExcluir
  32. Olá Marcos!

    Não sou nenhum pouco a favor dessa onda de "Eu determino", "Se virar Crente, fica rico" e tudo mais, mas em certos momentos o filme traz muita coisa boa. Muitos ensinamentos alí!

    Quero dizer que concordo com você, mesmo porque, sei que ser Cristão não nos torna os caras mais ricos, poderosos, amadados e coisa e tal... Mas vamos lá, de vez enquando é bom trazer esperança aos que estão feridos.

    Talvez algumas pessoas precisem acrediar mais. Talvez nem todos tiveram um pai, ou uma mãe. Talvez algumas crianças cresceram sem ouvir nenhuma palavra de consolo ou motivação. Talvez algumas pessoas, ao invés de se tornarem ganaciosas ao assistirem os filme, perceveram que existe um Deus que a ama.

    Bom, mais uma vez quero dizer que concordo com você, e que foi muito feliz nas suas colocações. Mas pense nisso que escrevi. Eu mesmo passei boa parte da minha vida esperando ouvir um "Eu te amo" que viesse do fundo do coração de alguém! Encontrei em Deus!

    Parabéns pelo blog. Só não gostei da cor. Talvez um branco e preto ficaria muito bom! rs...

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  33. Apesar do seu ponto de vista estar correto, achei o filme excelente e muito edificante!

    ResponderExcluir
  34. Você disse tudo que eu gostaria de dizer! kkk Parabéns pelo texto e pelo blog! Muito bom, mesmo!

    ResponderExcluir
  35. esse filme é muiito show de bola... me inspirou a ver outros filmes evangelicos como "o fazendeiro de Deus". Deveria assistir é muito bom... E a respeito de Jesus Cristo, ele morreu para nos salvar... Deus quer que a gente viva e não sofra... Se dependermos dele apenas e não se importar em perder (como vimos no filme) ele nos dará conforme o que o nosso coração desejar (como no filme que era ganhar o campeonato) basta orarmos e seguir seus mandamentos... Isto está escrito na Bíblia.. Tenha fé... é exatamente como acontece... bjss..

    ResponderExcluir
  36. olá,
    adorei o filme.. ele me inspirou a ver outros como "o fazendeiro de Deus"... O filme reflete o que a Bíblia tenta nos mostrar.. que se dependermos somente de Deus e seguirmos os seus mandamentos (no caso do filme fazer o bem sem se importar em perder), ele realizará o desejo de nosso coração (que foi ganhar o campeonato, ou ficar grávida no caso da esposa). Deus quer fazer o melhor em nossas vidas mas para isso devemos deixar que ele faça..."esperar no Senhor"... leia a Bíblia... é a melhor de todas as histórias.. bjss

    ResponderExcluir
  37. > Ola, Botelho, realmente esse filme tem um roteiro que deixou a desejar pelos "chiches" gospel. Parece que pegaram o filme Duelo de Titãs, aproveitaram o figurino e puseram "evangelizques". Mas há alguns bons na pra praça, como a releitura de "O PERENGRINO", lançado pelo mesmo selo, BV FILMS, que foi mais feliz até pq não dava pra fugir da narrativa de J. Bunian.
    > Se puder, baixa pelo Torrent "The Radicals", que conta a história dos anabatistas, e não foi lançado no Brasil. Esse filme conta o fato como ele é sem firulas. Abraçosss.

    ResponderExcluir
  38. Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.Só os humildes são edificados com esses filmes não os críticos de cinema que analisa tudo e não espera nada em Deus. vai ler a Biblia

    ResponderExcluir
  39. blah... o filme é o reflexo do que esta crescendo cada vez mais onde deveria estar o evangelho, é basicamente auto ajuda... igual a maioria dos CD's de musica que se tem nas lojas e se classificam como GOSPEL... e o culpado disso é o povo que consome... la na igreja esses filmes estão meio em febre tambem... se o povo continuar sendo levado pela emoção do jeito que esta, logo logo vai ter culto que no lugar da leitura biblica vão ler um trecho de "O Segredo", de Rhonda Byrne...

    ResponderExcluir
  40. Acho que o principal do filme não é o "final bom" para o personagem... mas entender, que precisamos ser dependentes de Deus e louva-lo em qualquer situação!

    Sabe, somos muito críticos e reclamões...

    ResponderExcluir
  41. Dá uma vergonha alheia em mim ler esses comentários mandando o Marcos, autor do texto, ler a Bíblia.

    Ser humilde não é ser ignorante (no sentido de burro, mesmo, não de grosseiro).

    Quem crê tem que pensar! Então, pensemos. E entendamos: Deus não faz TUDO DAR CERTO do ponto de vista do homem. Louvar a Deus em qualquer situação é louvá-lo quando tudo dá errado, porque dá. E como dá! Principalmente, do ponto de vista do ser humano, que é egoísta, mesquinho e ingrato.

    Com todo o respeito, acho o filme fraco, e acho que não representa em nada o evangelho de Jesus, mas sim um otimismo bem clichê e bem barato.

    Que Deus nos abençoe e nos ajude a entender as coisas! A começar em mim.

    ResponderExcluir
  42. Será que a galera que está criticando não percebeu que esse filme é um drama para não-cristãos? E que por ser assim tem suas bases voltadas para os melodramas Hollywoodianos?
    Por favor, antes de criticar, faça um estudo sobre as teorias cinematográficas para entender o que os elementos significam.
    Já evangelizei jovens com o filme "mundando" Homem de Ferro, e os vi tomando lições para a vida toda. O que não podemos fazer é comparar a indústria do cinema secular com a evangélica. É como comparar nossa cultura com a das pessoas que viviam no século XVIII.
    E essa de não assistir mais a filmes evangélicos foi boa pro sensacionalismo do título, pq a verdade era apoiar e incentivar o desenvolvimento do mercado no Brasil e no mundo.
    Abs...

    ResponderExcluir
  43. eu assisti esse filme e gostei.as bençãos chegaram rapidas de mais eu concordo,mas talvez essa seja a unica forma de tocar o coração de alguem lá no "mundo" que esta buscando uma solução para seus problemas,o filme leva a crer que tudo o que pedirmos com fé receberemos afinal tudo é possivel ao que crer se eles não souberam fazer sua parte para ganhar almas então cabe a nós fazermos bem feito.

    ResponderExcluir
  44. o Ray esta com razão afinal a sabedoria de Deus é loucura para os homens.os humildes são edificados com esse filme mas os soberbos o resistem.

    ResponderExcluir
  45. Marcos, concordo com você em alguns pontos mas em outros não. O filme é muito inspirador sim, principalmente para hoje onde uma juventude cristão tão ""complexada", cheia de temores e medos de arriscar em suas próprias vidas!!!

    O filme realmente é "meloso" podia ser mais prático, porém vi muita gente renovar as forças e as esperanças por causa desse filme. Gente voltando pra igreja por causa do filme!!! Então não vejo que tenha sido em vão!!! As vezes marcos, vemos apenas o nosso lado, como somos ou como pensamos, mas devemos ver o lado dos outros, eles não são tão fortes quanto você! Eles precisam de algum incentivo para encontrar neles mesmos motivação! Entendeu?

    E quanto a parte do texto "Ele fez tudo certo e foi traído, abandonado e morto." - você esqueceu que na vida de Jesus também tivemos um final feliz. ELE RESSUSCITOU!!!Você esqueceu de dizer isso!!!

    Com Jesus teve e sempre terá final Feliz!!!
    Fica com Deus!!!

    ResponderExcluir
  46. Marcos, concordo com você em alguns pontos mas em outros não. O filme é muito inspirador sim, principalmente para hoje onde uma juventude cristão tão ""complexada", cheia de temores e medos de arriscar em suas próprias vidas!!!

    O filme realmente é "meloso" podia ser mais prático, porém vi muita gente renovar as forças e as esperanças por causa desse filme. Gente voltando pra igreja por causa do filme!!! Então não vejo que tenha sido em vão!!! As vezes marcos, vemos apenas o nosso lado, como somos ou como pensamos, mas devemos ver o lado dos outros, eles não são tão fortes quanto você! Eles precisam de algum incentivo para encontrar neles mesmos motivação! Entendeu?

    E quanto a parte do texto "Ele fez tudo certo e foi traído, abandonado e morto." - você esqueceu que na vida de Jesus também tivemos um final feliz. ELE RESSUSCITOU!!!Você esqueceu de dizer isso!!!

    Com Jesus teve e sempre terá final Feliz!!!
    Fica com Deus!!!

    ResponderExcluir
  47. sobre DEUS nao se descuti ou vc cre ou nao cre DEUS é amor e se vc cre com todo seu coraçao nele seja la o pior time do mundo se DEUS colocar as mao nesse time ele será ccampeão de qualquer campionato de qualquer parte do mundo DEUS pode todo creiam nele e nao nos vossos pastores é em DEUS que temos que cre e vomos ver tudo dar certo .paz e amor em CRISTO

    ResponderExcluir
  48. murmuraçao nao é coisa de DEUS cuidado abrem o olho e inimigo é muito sagaz .....................

    ResponderExcluir
  49. fico feliz por esse filme, porque por mais que seja uma história "manjada" ou "igual" ela foi usada para motivar muitas empresas não cristãs e que legal que foi um filme evangélico! De tudo ruim que existe e influencia, que bom que temos histórias com finais felizes evangélicas

    ResponderExcluir
  50. O Dunga deve ter acreditado que esse filme era baseado em fatos reais. Viu como ele insistia em por uns atletas de Cristo em péssima fase pra jogar? Será que acreditou na "Unção do Futebol Arte"?

    ResponderExcluir
  51. Seu texto é ótimo velho =D

    muito bom

    parabéns

    ResponderExcluir
  52. Deus nos lhe dê paciência com esse monte de crente chato que vem postar aqui... Eu não teria tido.. concordo com vocÊ!

    ResponderExcluir
  53. Peraí! Quer dizer que você assiste a filmes não-evangélicos, ouve músicas não-gospeis, usa roupas sem a marca do peixe, põe gasolina sem-unção no seu carro e ainda por cima come em restaurantes que não usam o Sal da Terra?? Em que mundo você vive???

    ResponderExcluir
  54. Marcos, vai te converter rapá!!
    Tanto filme gospel pra tu assistir e tu aí falando besteira...
    (É brincadeeiiiraa!!)

    Vi o filme, gostei, e acho q proposta dos criadores desses filmes (Desafiando, a Virada, Prova de Fogo entre outros), mto criativa!
    Filme de crente antigamente era sinônimo de tosco e sem noção...
    E outra: Filme existe pra entreter e nos fazer refletir e pensar, proposta essa q, a meu ver, tem sido alcançada com a "nova safra" dos filmes gospel...
    Falei!

    Valeu Botelhão!

    Fica na pz!

    ResponderExcluir
  55. Gente eu entendi muito bem o texto do Botelho e penso como ele também.

    Acho que Deus nos prepara para a vida, nos ajuda sim nas horas boas e nas horas ruins. Acho errado criar essa ilusão que podemos nos jogar que Deus vai sempre nos segurar. Nos ensinamentos ele diz para todo homem fazer por onde, ser honesto, batalhador e ter sempre fé. Quando houver algum fracasso é nele que vamos buscar forças para nos reerguer.

    Assim como vemos na vida real, muitas cristãos que estão sempre na batalha encontram pela frente diversos obstáculos difíceis. Derrotas a vitórias fazem parte da nossa evolução. É na derrota que podemos parar e pensar em tudo que fizemos e tentar encontrar soluções para ter sucesso.

    Podemos e temos a obrigação de ensinar que a vida não é tão bela como em alguns filmes. É um caminho difícil, que por muitas vezes pensamos em desistir por conta dos fracasos. É nessa hora que o homem deve ter fé e perseverá.

    Concordo com tudo no seu texto !
    Poderia sim ter um final diferente mostrando outros valores, recuperação de algum personagem , mostrando que mesmo quando achamos que Deus falhou em nos ajudar, lá na frente ele esta acolhendo aqueles que não desistiram por conta dos tropeços na caminhada.

    Abraços.
    Edu Corrêa

    ResponderExcluir
  56. Quando teimamos com alguma coisa e colocamos toda a responsabilidade em Deus por não estar conseguindo superar algum desafio após inúmeras tentativas... Acho que podemos lembrar que talvez esse não seria o plano que Deus tinha para você.

    Pensem nisso.

    É fácil colocar toda a responsabilidade do mundo em Deus e culpar ele por nossos fracassos.

    Mais uma vez, reafirmando a teoria do Marcos, Fazer um filme com o óbvio é fácil. Temos que aprender outras lições e aceitar que nem sempre podemos ganhar.

    Acredite, cada dia é uma vitória, pense nas pequenas coisas que acontecem no dia a dia. Dê mais valor para elas.
    Seja grato

    ResponderExcluir
  57. Concordo com o texto, essa história de que se você é evangelico você será feliz o tempo todo é conversa fiada...

    O Dunga tinha 8 atletas de Cristo e olha no que deu.

    Por que não fazem um filme de um camarada evangelico que perde o emprego por causa do que acredita mas sabe que o relacionamento com Deus é o mais importante?

    Sou cristão, não tenho carrão, nem mulher e jogo bola mal pra caramba... isso é viver pela fé

    Abraços

    ResponderExcluir
  58. Sou cristão, não tenho carrão, nem mulher e jogo bola mal pra caramba... isso é viver pela fé [2]

    ResponderExcluir
  59. Irmao sugiro a vc q descubra sobre a historia de como comecou o trabalho dessa igreja com longas antes de falar asneira. Aproveite e veja qntas pessoas se converteram cm esse filme.

    ResponderExcluir
  60. eu acho que esse filme é muito bom e que nao se trata apenas da religiao evangelica mas dos desafios que podem surgir em nossa vida e acho que vc está errado quanto a religiao evangelica pois ela nao e chata nao ela nos da esperança em jesus cristo e nos da algo em que acreditar

    ResponderExcluir
  61. o que acontece hoje em dia é que o evangelho verdadeiro, de renúncia, de Cruz, de exemplo de cristo... isso não dá ibope. isso não vende. por isso os filmes evangelicos são dessa forma!!! ótimo post!!!

    ResponderExcluir
  62. Bom entendo o ponto de vista seu... e tem logica e tem fundamento não discordo disso, pessoalmente não gostei de desafiando gigantes, nem se quer tocou em meu coração, porem esse filme em si quebrou paradigmas até mesmo para critões como você marcos e eu que não somos fãs de filmes evangelicos, mais assistimos por que ele foi sussesso, e mesmo que não da maneira de como deverias ser apresentado, ele de alguma forma incentiva uma maior busca por Deus, quantas pessoas depois de ter assistido talvez não bateu um papo reto com Deus e disse "Deus, quero ser fiel ao Senhor" como vc disse, desavisados não enxergam essas coisas, mais eles tbm precisam de Deus obvio.
    Ai entra aquela questão que eu sou um crente conformado, que me contento com o pouco, que já que vai ter filme que apresente uma mensagem que realmente tenha sentido e etc...
    tá certo, concordo tbm, mais como disse ele quebrou um paradigma talvez venha a existir um filme que transmita isso e que seja bem melhor que desafiando gigantes e pessoas que até então não assitiam, vão assistir pois gostaram do filme...

    ResponderExcluir
  63. Gosto não se descute, o nosso DEUS nos deu o livre arbítrio não foi.
    Mais é melhor assistir qualquer filme evangélico, o pior que seja, do que ficar assistindo novelas e filmes que pregam o adultério, homosexualismo, espiritismo, e tudo mais que a Bíblia condena.
    Outra coisa meu amigo, o DEUS que eu sirvo pode fazer mais muito mais do que pedimos pensamos ou imaginamos.
    O DEUS que eu sirvo é um DEUS de Vitória.
    Morreu na Cruz sim, mais ressucitou no terceiro dia nos deu de presente o perdão dos nossos pecados e a vida eterna.
    Jesus disse que no mundo teriamos aflição mais que tivessemos bom ânimo porque ele venceu.
    Se o nosso SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO venceu a vitória é nossa.
    Com Jesus somos mais que vencedores.
    Quantas pessoas foram evangelisadas com este filme?
    Mais uma vez, gosto não se descute mais...
    "Tudo coopera para o bem daqueles que amam a DEUS e são chamados segundo o seu propósito".

    ResponderExcluir